17 junho 2007

Quem sabe faz a hora, não espera acontecer...

E os estudantes da UFS entraram em greve, após a maior assembléia de se tem notícias por aqui. E apesar de tudo isso, o movimento anti-greve também é forte.
Reinvidicações em sua maioria justas, tanto pelos técnico-administrativo, tanto por parte dos estudantes. Mas fica uma interrogação: foi, a greve, a melhor forma de pressionar a REItoria?
Eu ainda tenho dúvidas. No entanto, começa-se a se perceber como o nosso REItor trata com essas questões. Não consulta a cominudade sobre os projetos e mudanças que serão feitas pela REItoria, impõe medidas controversas e ainda tenta posar de democrático no final. É assim mostra a UFS, lugar onde o valores positivos da sociedade deveriam ser destacados e não esquecidos.
Já está em processo final de publicação o calendário de greve. É bom frisar que desde o sábado pela manhã já temos um acampamento de estudantes na didática 2 e em frente da didática1. O movimento deve crescer por esses dias.
Vamos à luta.

Um comentário:

Tâmara disse...

Há!!

Ja me vi nessa cena!

(E eu era tão, tão, tão revolucionária...que so vendo! so vendo!)