21 julho 2014

Cercado

Planta, rega, nasce, cuida e colhe
amor é terra fértil e arejada
donde brotam as paixões desvairadas
desejos floridos
sonhos infrutíferos

Em botão fechado se mostra a rosa
não se sabe bem a sua cor
e vai aprendendo com a vida, velho jardineiro,
espinho de planta nova ainda machuca
os dedos.

Um comentário: