13 março 2013

(Im)Pulso



Eu.
Eu tenho um coração.
Eu tenho um coração que pulsa.
Eu tenho um coração que pulsa, quando estou em paz, em média 60 vezes por minuto.
E em cada pulsação dessa meu sangue é enviado para o resto do corpo e retorna ao coração.
Meu coração.
Eu tenho um.
Coração.

Como você já sabe, eu tenho um coração.
Um coração que pulsa disparado, em média, mais de 100 vezes por minuto quando estou em perigo.
E em cada vez que lhe beijei, meu coração disparou.
Eu senti o perigo.
Meu coração, também.
Eu tenho um.
Coração.


Coração.
Aquele que é meu.
Que pulsa.
Que sente.
Que dispara.


Meu coração pulsa 60 vezes por segundo.
Eu vivo a cada pulsação.
Ele pulsa pelo sentir.
Pelo disparar.
Pelo perigo.

Meu coração pulsa várias vezes por minutos.
Mas nenhuma delas é por você.

3 comentários:

Janaina de Oliveira disse...

Gostei realmente dessa poesia, vc tem muito talento sabia? Vamos marcar outra caminhada quando? ;*

Dylezinha disse...

primeira vez que gosto do que leio ao clicar no botão "próximo blog". parabéns!

Gláucia Ribeiro disse...

Muito interessante seu blog. Parabéns!
Passarei aqui mais vezes.