11 setembro 2006

Do alto da montanha, um arranha-céu...

Alívio. UFA!!!! Depois de uns dias de banzo, a maresia passou. Coloquei pra fora toda essa agonia subindo a Serra de Itabaiana. 650 metros de satisfação e descontração. Valeu a pena.

Também tenho que dizer que tirei outro peso das costa. Consegui fazer com que uma pessoa que gosto muito voltasse a falar comigo. Ela é muito importante pra mim. Pode deixar que com o tempo as coisas se acertam.

Depois de muita enrolação, pois primeiramente estava marcada a trilha para a quinta, depois para o sábado e por último para o domingo. Mas o importante é que fomos.

Até a hora de ir, não sabiamos quem iria realmente. E me vi tendo que levar 4 malas comigo: duas nunca tinham ido, uma tinha uma vez e outra já tinha ido algumas, mas não lembra por problema de memória. Que situação a minha!!!

Até que o povo não se atrasou. Tudo saiu na hora certa. Chegamos no pé da serra às 8h. E nessa hora começa o frio na barriga. Nunca tinha levado ninguém à serra. Já fui várias vezes com outras pessoas que também sabiam o caminho, o que te dá segurança pra seguir. Mas como guia, essa é a primeira vez. Tudo bem, a trilha é muito fácil. No entanto, como se trata de responsabilidade com outras pessoas, todo cuidado é pouco.

Mas a trilha foi tranquila. Muitas fotos, risadas e brincadeiras (mas nenhuma queda de verdade). As nuvens ajudaram a diminuir o calor, porém acabei me queimando como sempre.

No final o saldo foi de um um cansaço gratificante, boas lembranças e planos para a próxima semana...

Músicas: Várias do Aerosmith. Algumas velharias. Engenheiros.

Um comentário:

eu, quem mais? disse...

Vamos atualizar esta bodega, né? Beijos na franja!