14 agosto 2009

Velha roupa desbotada...



      Cheguei do trabalho e tinha uma pilha de roupas pra guardar. Era fácil embolar tudo e jogar dentro das gavetas, como vez por outra eu faço. Só que resolvi dar uma pequena arrumada nas gavetas. E foi que percebi que elas estavam entulhadas de... passado!

      Eu tenho pouca roupa. E compro roupa nova com muita dificuldade, o que faz com que as que tenho sejam quase eternas. Peças de uso diário com mais de 3 anos é normal, algumas tem 5 e contei 2 com mais de 7 anos. E elas me fazem lembrar de coisas que se passaram.

      Já escrevi antes sobre meu tênis que partiu. Não vou aqui escrever sobre cada peça de roupa, seria muita história pra pouco tempo e paciência. Só veu me despedir de uma camisa que faz parte de mim e eu faço parte dela.

      Minha velha camisa branca do PUNKA, quase uma constância em minha vida nos últimos 5 anos. Em quase todo lugar que viajei tenho uma foto dela. Acampamentos, encontros de estudantes, viagens, trilhas, futebol, praia, festas. Eu me sinto bem vestido nela, me faz parecer a mesma pessoas em outros momentos felizes da minha vida. Só que a hora dela partir chegou.

      Aos poucos vou me desfazendo de pedaços de mim, para colocar outras no lugar...


Dessa foto aí só me resta a bermuda. =(

2 comentários:

Clara disse...

menino, eu tb tenho peças eternas nas minhas gavetas. No momento estou vestindo uma camiseta de malha, cujas costuras da gola e barra já se foram: comprei no 1º ano de faculdade. ADORO!

bjs meus

Taísa disse...

Me lembra de comentar esse post pelo msn, Thito!
Saudade de tu! Beijos!