25 fevereiro 2011

These days

      Queria sossego. Queria carinho. Cafuné. Um abraço apertado. Um beijo molhado. Um olhar apaixonado. Queria um amor.

      Mas o que eu tenho agora? Uma falta de energia, de disposição. Estou doente. Me arrasto pelo lugares, esperando só a hora que voltarei pra cama.

      E o que me dão? Alguns motivos pra eu não deitar mais tranquilo a noite. Confusões. Atitudes idiotas e, de certa forma, covardes. Não comigo, mas nem por isso deixa de me incomodar.

      Só posso dizer: obrigado por tudo. Agora vou dormir.