25 julho 2006

Fez-se mar...

Depois de quase um ano, fiz algo que muito me faz bem: velejar.
Velejar me acalma, me alegra. Não só pelos passeios e pessoas que acompanham (muitas gargalhadas e banhos inesperados), mas também pelo fato de ser algo sem pressa. Pode ser que o vento esteja bom e o barco navegue rápido (e nesse caso vem a emoção de brincar com o barco), como pode ser que não tenha vento e fiquemos à deriva. E aí você tem toda uma beleza para você admirar, que talvez não reparasse se passasse correndo.
E o que é melhor: velejei 2 vezes!!! Valeu Arthur por tudo. E a conversa de sexta feira foi muito boa. Hehehehehehehe
E o passeio de sábado... como foi bom!!! Seis pessoas sem preocução com a vida, só pensando em se divertir. E essa história ainda vai render mais passeios.
O final de semana foi tão bom que até a morgação de domingo na frente do micro foi boa. Nunca imaginei que ficar o dia todo sem fazer nada num domingo de chuva fosse tão bom.
Algumas pessoas estão se mostrando diferentes do que eu imaginava. E, graça a Deus (só força de expressão, viu gente??), para melhor.
E outra pessoa tem sido uma grata surpresa. Ótimas conversas, muitas brincadeiras. Uma menina, mas com muita coisa a ensinar.
Só uma coisa me deixou triste e preocupado nisso tudo. Mas isso não faz parte da minha vida. E essa pessoa sabe que pode contar comigo para tudo que precisar.

E as músicas??? Bem, começando com Menina mulher da pele preta - Jorge Ben Jor (gravação original), Jorge Ben Jor (acústico), Forroçacana (gravação de estúdio) e Forroçacana (gravação ao vivo); Preta, preta, pretinha - Novos Baianos, Good Enough
- Cindy Lauper; Santa chuva - Maria Rita; Confidência - Falamansa.

2 comentários:

taísa disse...

E tu num sabe que eu conto contigo, Pequenino?
Vai passar, se Deus quiser, vai passar! Beijos!

Tâmara disse...

Ando tão saudosa de tardes assim!