12 abril 2009

Ah, essa vida...

      Estou eu no quintal de casa, ao lado da piscina tomando vinho e comendo queijo com azeite e orégano. A lua cheia lá bem alto, só me observando.

      Pode parecer que tudo está bem, está tudo bom, só que não está. Eu tenho algumas reclamações dessa vida. E então resolvi falar com ela, a Dona Vida:

- Dona Vida, tu ta com raiva d'eu?

- O que é isso, Thito. Claro que não.

- E porque você anda fazendo essas maldades comigo?

- Maldades? Eu? Me desulpe, mas eu sou muito justa contigo.

- Não estou falando de justiça, estou falando de bondade e maldade. Porque você me deixou esse tempo todo sofrendo só? Custava eu ter alguém com quem dividir minhas mágoas e minhas alegrias? Viver pensando a vida só não tem a menor graça...

- Esses humanos são sempre inconformados. Adianta eu dar QUASE TUDO pra eles e ainda assim ter que ficar recebendo mumúrias? No seu caso, por exemplo, nem tens do que me reclamar. Esses dias você conheceu gente nova, garotas interessantes (além das que já te dão bola), riu e se divertiu. Porque reclama?

- Reclamo porque ainda me encontro na mesma situação. As garotas com quem tive contato não querem saber de mim (ou moram longe), meu riso é por consolação (obrigado, Cartola). Eu passo a maior parte do tempo só. Onde encontro alegria?

- Só?? Pense bem. No seu trabalho tem ao menos 10 pessoas contigo, quando está em casa só fica calado por que quer. Quantas pessoas estão disponíveis pra conversar sempre que está afim?

- Porque você sempre leva para o lado mais simples das coisas? Pode ter 100 pessoas nesse programa (MSN) e ainda assim vou estar só. Passa o tempo e tu fica besta?

- Rapaz, deixa de ser chato. Você tem emprego, amigos, não paga faculdade e ainda tem quase tudo o que quer.

- Chegamos a um ponto em comum: o QUASE. Se tivesse tudo que quero não estaria escrevendo essas linhas.

- Ai, ai. Não é a primeira vez que escuto isso e sei que não vai ser a última. Se eu lhe der tudo que quer ainda vai estar lhe faltando algo. Não é verdade?

- Dona Vida, não sei dos desejos do outros, nem quero saber. Sempre fui de ter poucas necessidades e você sabe disso. Custa me dar o pouco que peço?

- Custa. Porque se eu lhe der o pouco que pede, terei que dar a todos que pendem e minha situação complica. Você acha que é fácil dar conta de umas 6 bilhões de vida??

- Hora nenhuma falei que era fácil, no entanto quem resolveu ser a vida foi você. Estou no meu papel de serumano inconfomado. Dá para aceitar ou tá difícil?

- Não aguento mais!!! Você tem feito tudo que quer nos últimos dias. Bebeu, escutou música, dormiu, saiu com 5 mulheres ao mesmo tempo no seu carro, bateu foto, riu. O que mais você quer?

- Eu quero o que não tenho. Dona Vida, sinceramente, você já deveria saber que contentamento não é que coisa da minha espécie. Queremos sempre mais, mesmo que seja o impossível.

- Bem sei. Em todos esse tempo nunca encontrei alguém completamente satisfeito.

- Então me dê o que quero: um emprego melhor, uma garota pra chamar de minha e a tranquilidade para seguir a vida.

- Garoto, acorda. Você nem sonha quando dorme, porque fazer isso acordado? Corra atrás do seu destino, não espere sentado.

- Quanta ingratidão de uma entidade só. Já não basta ter que lhe dar com a sorte, o amor e ainda ter que encontrar uma Vida revoltada? Desse jeito eu peço arrego.

- De uma vez por todas: você tem mais benesses que 99% dos humanos. Se abrir os olhos e for alguém racional, vai parar de reclamar e se conformar.

- Acontece que, por ser humano, não sou completamente racional e nem completamente satisfeito. Sempre haverá alguma coisa para reclamar. Pode ser unha encravada, pode ser a derrota do time (de futebol, basquete, vôlei), pode ser qualquer coisa que venha na hora errada. Reclamação é nosso sobrenome. E sabe de uma coisa, já está tarde para ficar reclamando. Vou dormir. Passar bem.

      Deixei a vida falando sozinha e fui seguir meu caminho. Ela pode fazer o que quiser, mas não me renderei. Vou dormir porque a hora chega, não porque desisti. E o vinho com queijo foi única e exclusiva opção minha, nada teve haver com a vida. =P

9 comentários:

Su disse...

nunca estamos plenamente satisfeitos, sempre queremos algo mais...
mas pense só, é isso que nos motiva a viver e sempre seguir em frente...
Imagine só... se conseguissemos tudo que queríamos... enjoamos rápido, se tornaria enfadonho e chato... e logo todos estariam se matando por não suportar a monotonia que seria...

bjosss!!!

Vanessa disse...

Acho que você havia bebido vinho demais...
Huhuhu \o/

Nhaai, mas tudo bem, pq geralmente (na verdade freqüentemente) eu faço isso sã! Haha.
Louca?
Não sei...
Mas acredito que as vezes a vida é maldosa comigo!
Tudo bem, azar no amor e sorte no jogo, nem que seja de video game!!!
Beijooo, saudades do teu blog!
Vanessa Souza

Day Pinheiro disse...

psiu...esquenta não, besta!
O que é teu tá guardado!
E a vida, logo, logo te traz uma garota pra vc chamá-la de sua! Rrsrs
O beijo!

Dica disse...

Hahaha!
Levemente bem humorado.
Que vida bandida, né, Thito?
E que "serumano" questionador, meu bem. A-D-O-R-E-I!
Por um minuto imaginei: ele quer se exibir falando da noitada, das festinhas, das mulheres ao mesmo tempo. Por fim, percebi que nem está tão inconformado assim. É só dengo, doce e charminho.
Apesar, que quando sem amor a vida parece não ter tanta graça mesmo.
Mesmo tendo o melhor emprego, uma facul gratuita, muitos amigos..

Gosto de te ler, sempre.. bezitos.

Júlia disse...

Você estava tomando Vinho, e comendo queijo sozinho????? Custo a crer!!
Vc ta parecendo alguém q eu conheço...
bju

Júlia disse...

Você estava tomando Vinho, e comendo queijo sozinho????? Custo a crer!!
Vc ta parecendo alguém q eu conheço...
bju

Carol disse...

Meu santo... ô figura do meu coração. Se avexe nao fio, o que é o do homem o bicho nao come. E a inconformidade, bem, sempre faz parte... Beijos

Tâmara disse...

Bom, tanta gente ja falou né?!
rsr
engraçado isso...as vezes nao gosto de falar quando ta todo mundo falando!
Louca eu? sem duvidas!

Acho que de uns tempos pra cá eu deixei de conversar...digo: reclamar com a vida. Eu so falava falava fala e nao apareciam as respostas condretas. Sim. eu gosto de ver a coisa acontecendo...isso pra mim é viver. dai eu coloquei espaladrapo na boca dela e passei a falar sozinha. E os resultados começaram a aparecer. É que quem escolhe a minha vida sou eu...e na maioria das vezes eu brigava com as escolhas que ela fazia pra mim!...

É, a vida que se cuide. Porque d emim...cuido eu!!

Xêro!

Saudades, a besta a qui ta com sauudades...viu?!

arteimitavida disse...

Ela te apresentou muito mais argumentos que vc a ela... Isso vc deve admitir!

Né engraçado? Vou te contar: Eu resido em uma república de estudantes e entre todas sou a mais popular tenho muitos amigos, vivo em festas e me sinto muito só. Tem uma garota lá que quase não fala com ninguém e tem um namorado (aliás só está na cidade por causa do moço - ela veio de outro Estado atrás do cara q conheceu na internte) enfim o caso é que a menina é caladona e não tem amigos aqui no DF mas percebe-se claramente que ela não está sozinha... Entendi o seu texto. Muito bom menino!

Tapiocas para vc!