07 setembro 2009

O fim da vida como a conheço...



      Foram somente 15 dias. Para quem está perto de completar 28 anos, isso é uma gota comparada a uma piscina. Mas não estaria enganado se disser que foram os 15 dias mais tensos e estranhos da minha vida.

      Tudo começou de uma forma inesperada. Um pedaço de papel, algumas letras e números, várias dúvidas e poucas certezas. E um frio na barriga que acompanha a descoberta de algo completamente novo. Alegria, nervosismo, medo, preocupação. Tudo junto, ao mesmo tempo. Ainda assim, algo que salvaria esse ano que anda sendo cruel comigo. Só que o destino é pode ser doloroso, restanto somento o tempo como remédio.

      E os dias foram passando e as idéias se acertando dentro da minha cabeça. O futuro era incerto. A alegria começava a tomar conta. E então que veio o primeiro golpe.

      Sangue. Aquele que é considerado o fluido essencial da vida veio como um aviso. Todo cuidado possível foi tomado. O importante era preservar quem não podia se defender. Veio o segundo golpe e desse não houve como escapar.

      Tudo isso me fez lembrar da frase que dá título a esse texto. Ela vem do filme PS: Eu te amo. Quando nos encontramos com alguém especial, nossa vida muda para sempre.

      E em 15 dias minha vida mudou muito. Para sempre.

4 comentários:

Dica disse...

Tem sido um mistério entender você.

Cindy Rosa disse...

as coisas vão ficar bem, e a gente pode começar de novo.
eu te amo muito, pra sempre.

carol disse...

parece que o destino possue nossas vidas mais do que queremos, e a parte pior geralmente é ter q aceitá-lo. Mas de tud fiquei muito feliz com uma coisa: saber q você está emocionalmente preparado pra isso. Só não vai desembestar agora heim? ;) Beijão

arteimitavida disse...

As vezes me sinto assim uma marionete... Mas tudo vai dar certo acredite!

Tapiocas para vc!