15 janeiro 2009

O disperdício, as vagas e as bicicletas...

      Gastando meu tempo livre na net, olhe o que encontro:

Desperdício

Em São Paulo, cidade brasileira dada a megalomania e a falta de inteligência, estão sendo construídos prédios com apartamentos de 1200 m² (minha casa tem 300 m²), com 12 vagas de garagem! 12 vagas!!!! Vamos fazer então uma brincadeira com isso: Imagine agora se todas tiverem um carro as ocupando. Pronto. Agora se lembra das últimas 300 notícias sobre o trâsito de São Paulo, que você ouve/lê/assiste todo dia. Conseguiu? Então una esses dois fatos usando seu cérebro e projete uma cidade em que cada residênca tem 12 carros...

Mas nem tudo está perdido.


Algumas iniciativas podem fazer com o que o futuro seja menos negro (e fumacento), mesmo que aconteceça após uma fatalidade

A bicleta


Uma ativista do ciclismo morreu em plena Av. Paulista (sempre São Paulo), atropelada por um ônibus. Isso gerou um protesto, para alertar as pessoas sobre o trânsito e o uso de bicicletas. Cada vez mais pessoas andam trocando seus automóveis e até transportes coletivos pelo uso de bicicletas e triciclos, motivados seja por uma vontade de ter uma cidade mais limpa, seja para manter a forma ou ainda para economizar dinheiro.

Cidades como NY (EUA) e Malmö (SUE) já possuem iniciativas para incentivar as pessoas a usarem bicicletas ou até mesmo nem possuirem carros. E não vou aqui dizer que vamos queimas automóveis. Eles ainda são úteis, só precisar ser usados com mais lógica e parcimônia.


E para completar: as vagas


Achei muito interessante essa iniciativa. E me veio a cabeça se as 12 vagas do edifícil lá de cima fossem transformadas em espaços de convivência públicas.



Esse texto foi escrito originalmente como um email que enviei para a lista de discussão do CA de Biologia da UFS.

2 comentários:

Renata disse...

Engraçado você dizer que São Paulo é dada a megalomania e falta de inteligência. Quem não mora aqui gosta de achar motivos pra dizer que é a pior cidade do mundo, sendo que quem mora aqui pode facilmente dizer que São Paulo é o estado que suporta e leva pra frente todos os outros, devido a possuir a maior renda per capita do Brasil. Claro, sendo a cidade mais populosa, é onde ocorrem mais notícias, mais acidentes, mais trânsito, mais seja lá o que for, porque além de tanta gente, todos os holofotes estão virados pra cá. Enfim acho que cabe avaliarmos pontos bons e ruins de cada cidade antes de dizer que aquela que a gente não mora simplesmente é a pior, e, principalmente, não generalizar. Bicicletas em megalópoles como São Paulo decididamente não é uma solução viável, pelo menos, até o próximo século.

Tâmara disse...

Eu, particularmente amo sao Paulo. Morei ai por 4 anos...e foram os melhors anos da minha vida.