11 novembro 2008

Looking back over my shoulder*


      Filme é legal. Filme despretensiosamente bom, é melhor. E se tiver muita música no meio... entra no Top5.

      Quem já assistiu Alta fidelidade (adaptação do livro homônimo do Nick Hornby) sabe o que Top5 quer dizer: é a senha para mais uma lista de músicas sobre alguma coisa. E discussões engraçadas e inteligentes sobre elas.

      O Nick Hornby é uma dessas pessoas fissuradas em listas, não importa sobre o que. Ele já escreveu um livro sobre músicas, outro sobre futebol. E todos tem suas listas. Algo tão interessante quanto as listas são as explicações para que cada item conste nelas. É de fazer a barriga doer de tanto rir.

      O filme conta a história de uma rapaz que resolve fazer o Top5 dos foras que levou na vida. Isso só acontece depois dele levar mais um pé na bunda. Então vai atrás de todas aquelas que deixaram a marca no seu traseiro para descobri o porque dele, já com trinta e alguns anos, não conseguir ter relacionamentos duradouros. Nesse meio tempo ele bate altos papos insanos com seus funcionários (o cara tem uma loja de disco de VINIL!!!). Mas isso tudo ajuda no amadurecimento dele. Finalmente ele deixa de ser um garotão e passa a ser uma adulto.

      A trilha sonora é perfeita, vale a pena por si só. Para quem curte saber de coisas sobre cultura pop é um prato cheio. E a cena do Jack Black se apresentando com sua banda é o que há!!!

      Acho que em algum momento da vida paramos para refletir sobre o que deu errado nos nossos relacionamentos. E isso vai fazer com que nos identifiquemos (especialmente os homens) com o personagem principal. Agora se essa reflexão vai ser engraçada como Alta Fidelidade, é com cada um.

* Já usei essa frase num post de 2006.

3 comentários:

Ana disse...

Nossa! Tenho q ver este filme! Sabe que outro dia fomos a uma festinha que rola toda primeira 6ª feira de cada mês numa loja de LP's raros (sim, vinil!)? Muito engraçado... A viagem é cada um ficar pegando o Vinil mais raro que achar lá e por pra tocar, além de encher a cara com bebidinhas do boteco ao lado, né... hihihihihi
Boa indicação, Thito!
Bjo
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Ana disse...

Sobre a "festinha do vinil" (hahaha, adorei o nome), é meio que uma coisa totalmente lado B, e só entra amigo de quem já é conhecido do dono da loja, saca? É quase uma irmandade, foda de ser aceito etc. Coisa de sociedade secreta. Aliás, espero que nenhum deles leia isso daqui.
kkkkkkkkkkkkkkkkk
See you!
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Freckles disse...

Odiei refletir sobre o q deu errado no meu relacionamento e ver q eu não tinha razão porcaria nenhuma.