01 novembro 2008

O mar quando quebra na praia é bonito, é bonito...

      Eu moro numa cidade que tem praias. Eu morar num estado que tem praias lindas. Eu não sou muito chegado a praia, pelo menos nos horários habituais que as pessoas costumam ir.

      Vamos combinar: ir pra praia, num lugar apinhado de gente, com o sol a pino e ficar todo lambuzado de bronzeador (ou protetor) é muito brega. E eu sofro com calor. Então prefiro muito mais ir à praia de "madrugada", por volta das 5h da manhã, ou então a noite. Exceção feita quando vou pra algum lugar da praia deserto (ou seja, sem bar) acompanhado dos amigos. E olhe lá.

      E mesmo com essa minha falta de vontade com a praia nos horários de sol, nos últimos 8 dias fui 4 vezes a praia!! Acho que a última vez que tinha feito isso eu devia estar com uns 9 ou 10 anos.

      Duas dessas vezes foram saídas de campo para observação de aves misturadas com farofada. E com direito a banho de lama no mangue. Outra vez foi uma pedalada (quanto tempo que eu não andava de bicicleta!!!) que terminou em um peixinho ao molho na casa de uns amigos. E a quarta foi uma caminhada de manhã com uma amiga, para colocar a conversa em dia. E, raridade, consegui me bronzear sem ficar vermelho.

      Só que a vida boa vai acabar. Se tudo der certo (dessa vez dê, por favor!!!) em pouco tempo vou começar a parte prática da minha monografia. E aí vou ver mangue e praia final de semana sim, noutro também. E correndo contra o tempo que a maré vai subir. Depois desse tempo acho que vou ficar com alergia à praia.

4 comentários:

Bibs ° disse...

Ai, não vejo a hora de entrar na faculdade [novamente]! Tá que não é facil, época de monografia, então... Enfim, boa sorte ai!

Ah, adorei a continuação do poema. A mesma que eu daria...

Bjo!

GUILHERME PIÃO disse...

Tambem moro numa cidade litoranea, praia só para caminhar e pescar...ficar na areia se assando cheio de óleo isto é para os Zé Ruelas...ehehe
Abraços

Su disse...

A natureza é algo tão belo e é nos dado de graça... e às vezes passamos muito tempo sem perceber a leveza que ela pode trazer pra nossa vida...

um abraço!

Jana disse...

querido, vim te ler, e li tudo atrasado... Obrigado pelo elogio e citação...

Sabe, eu não gosto de praia, mas vou no verão, pq tenho um filho que ama, mas mar, este não me vê, morro de medo!

beijo