09 fevereiro 2009

Reflexos no espelho

      Aqui do lado direito do blog tem um trecho chamado perfil. Seria um pequeno resumo de quem eu seria. E sendo pequeno, não está completo.

      Não vou consegui traçar minha personalidade em algumas linhas, não sou tão simples assim. Infelizmente. Sou, até que eu afirme o contrário, uma pessoa ainda um pouco confusa. Algumas características ainda me são nebulosas, mas depois de 27 anos convivendo comigo mesmo, consegui chegar a algumas conclusões. Procede:

      1 - Sou passional quando se trata de razão; sou racional quando se trata de paixão. E nem me pergunte como.

      2 - Gosto fácil de algo. E quando desgosto, é para sempre.

      3 - Tenho meu orgulho. E ele sempre me trouxe problemas.

      4 - Sou muito dependente. De muitas pessoas, de várias coisas. E quando quero alguma delas, sou muito chato. Espero que me entenda.

      5 - Confundem minha generosidade com interesse. Pois bem, quem pensa assim que se exploda. Quando estou interessado em alguém, eu digo. A quem for do meu interesse.

      6 - Tenho alguns pudores. Só não descobri quais são. Então não venha me dizer que sou descarado, safado ou coisa parecida. Se você tem vergonha de falar sobre algo, é problema único e exclusivo seu.

      7 - Não temo a morte. Não choro a morte. Isso tudo, talvez, por não entendê-la.

      8 - Sou ateu-agnóstico-descrente. Não tenho problemas que as outras pessoas tenham religião, só espero que elas entendam que eu não tenho uma. E vou continuar assim.

      9 - Se algum dia eu lhe disse "Eu te amo", acredite. É a mais pura verdade. Agora, se num momento conturbado da minha existência, eu falei uma vez que não quero falar contigo, releve. Se eu falar duas, provavelmente nunca mais escutará minha voz sendo dirigida a você que não seja por educação. E olhe lá.

      10 - No meu mundo, Vinicius de Moraes é unanimidade. E só ele.

3 comentários:

Day Pinheiro disse...

Uma qualidade? Sabe se avaliar. Tão boa característica, é para poucos! Voltei por aqui...desculpe ausência, foi o início das aulas na faculdade!Tem meme pra vc no blog...hehe! Mais um pra fuçar teu jeito de ser...te mando pq gosto de te "ler"! O beijo!

Carol disse...

perfeito! Quando crescer quero ter essa auto-percepção.

Tâmara disse...

"Não temo a morte. Não choro a morte. Isso tudo, talvez, por não entendê-la."

Uma vez eu perguntei pra minha vó porque meu irmão tinha morrido. E ela disse que não podia responder minha pergunta. Porque a morte é um segredo permitido so pra quem passa por ela.

rs

Acho que minha vó estava certa!