05 março 2009

Disfarça e faz que ninguém viu...

      Era para ser um passeio. Um simples e mero passeio, desses que a gente faz para arejar a idéias, respirar um ar que não entra em casa. Era para ser um passeio...

      E estava sendo um passeio, até eu perceber um par de olhos me seguindo. Ah, deveria ser imaginação de um coração solitário, que quer encontrar um amor ligeiro. Segui em frente, esquecido dos olhos. Após uma volta no calçadão, bicicleta vagarando pelo cimento, encontro novamente esses olhos. A me encarar, como se quisessem dizer algo. Eu não poderia estar errado, esses olhos estavam me seguindo.

      Volta após volta os olhares se encontravam, cada vez menos discretos, cada vez mais intensos. Mas não passavam de olhares. E não passamos dos olhares. De alguma forma aquilo era gostoso demais para tentar uma aproximação e acabar levando tudo a perder.

      Por vezes o misterio é mais saboroso que a certeza.

3 comentários:

Bibs ° disse...

É boa esta sensação, te deixa sem ação e reação.

Ana disse...

Algumas coisas são tão surreais que valem ser vistas e não tocadas. Quando toca pode ser que muche.... Gostei mto do seu blog. Vc escreve com uma clareza e doçura gostosa toda vida.

Day Pinheiro disse...

humm..tb adoro o seu blog...rs

É mesmo...é a velha reza do "Se 'melhorar', estraga tudo"! rsrs
POst boooooom!
O beijo!