11 março 2009

Esses poetas!



Quem são esses seres incopiáveis
que transformam sentimentos em palavras.
A dor, a alegria, até o respirar
nada foge ao sentir de um poeta.

Parece que não a nada que fuja
ou escape ao alcance invisível
daqueles que nasceram com a cadência
e a alma da escrita.

O amor parece que é mais amado,
o sofrer, muito mais profundo.
É tanto coisa sentida junta
que mal cabe num mundo.

Todos nós podemos (e devemos) sentir.
Vários puderam aprender a escrita.
Alguns poucos descobrem o viver.
E só os poetas entendem o porque do existir.

Um comentário:

Tâmara disse...

"O amor parece que é mais amado,
o sofrer, muito mais profundo.
É tanto coisa sentida junta
que mal cabe num mundo."

E digo:

E è tanta coisa junta..
Que nem cabe em mim!!!