03 março 2009

Alta noite já se ia...

      Segunda feira, dia 02/03. Levanto para mais um dia de trabalho. Prestem atenção no verbo: levantar. Para pessoas normais, o verbo mais indicado seria acordar, mas só o utiliza quem dorme. Aqueles que passam a noite em claro somente levantam. Assim como levantam os mortos quando transformados em zumbis. Ta aí uma boa analogia para o resto do dia: zumbi.

      Pego minha bicicleta e vou para o trabalho. O sol ainda está fraco, o tempo está nublado e o vento frio da manhã me lambuza a face. Sem a menor pressa de ir ainda chego mais cedo que o de costume. Para meus espanto, mais pessoas chegaram muito cedo. Talvez por não ter trabalhado na sexta fiquei sem saber de alguma nova má noticia, só que as más notícias se espalham rápido e já teriam chegado aos meus ouvidos ou aos meus olhos. E nem um pio de pardal deu sinal de que isso iria acontecer pela terceira vez em duas semamas.

      O trabalho foi como o de todo dia: sem trabalho. Acho que qualquer dia percebem que não se tem mais serviço como antes e acabam colocando gente na rua. Espero que não seja eu. E perto da hora de ir embora, meu cérebro já tinha entrado em stand by. Nada de pensar. No máximo atos reflexos, porque esses já vem com programação de fábrica.

      Hora de voltar para casa. Sol encoberto, vento contra, preguiça a todo vapor. No meio do caminho, uma viaduto para ser transposto. Uso a última leva de energia que me resta e chego em casa. Nem fome eu sinto. Desabo logo na cama, durmo por 4h seguidas. Para a maioria das pessoas isso é pouco, para mim, uma noite inteira de sono.

      Então estou eu cá, 1:30h da manhã do dia 03/03, sem sono novamente. Não sei se a insônia voltou ou é somente uma desregulagem do sono. Só sei que não está me fazendo bem.

2 comentários:

Day Pinheiro disse...

A insônia também não me tem feito muito bem...insônia só na noite, na verdade. Durmo à beça durante o dia....mas a noite tem me assustado ultimamente...apesar de gostar de viver como zumbi! rsrs O beijo

Tâmara disse...

Insonia...nem me fale viu! nem me fale!