13 julho 2009

Lembrando os espinhos...



      Constatação: minha solidão era minha maior inspiração para escrever. Resolvi criar esse blog logo após terminar um namoro pra lá de conturbado, como forma de colocar pra fora a angústia que sentia. Ele já mudou muito de cara, de forma, de conteúdo, só não mudou de propósito. E, de certa forma, esse propósito se foi.

      Nesses pouco mais de 3 anos eu não fiquei completamente só. Tive algumas pessoas comigo, de uma forma ou de outra. Porém só agora encontrei uma namorada, que tem me deixado muito feliz (Te amo, Flôr!). E namorar envolve tempo, cabeça, juízo. De uma forma ou de outra, acaba não me dando espaço para escrever como antes.

      Eu estou feliz e quem tem acompanhado o blog a algum tempo perceber que os textos mudaram muito de tom. Antes eram cinzas, sem muito brilho (apesar de admitir que alguns deles são bem escritos ou passam o sentimento que imaginei); agora são mais coloridos e brilhantes. Confesse que não me acostumei a escrever textos bonitinhos...

      Todo dia penso se não é a hora de fazer outro blog, com outra história e outros objetivos. Mas confesso que seria muito difícil deixar esse aqui pra trás. Em breve resolvo isso e aviso a quem me lê.

6 comentários:

Edimar Suely disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Carol disse...

Não,nao, nao, nao, nao. Você mesmo nao disse que esse blog ja mudou de cara várias vezes? Falar de amor é também colocar pra fora o que vc esta sentindo (apesar de que vai ser estranho vc fazendo textos bonitinhos...).
Mas, poxa, não abandona ele não.
Pleaaaaaaaaaaaase

Cindy Rosa disse...

não acho justo vc deixar de lado o que fez eu me apaixonar por vc, só pq agora eu te faço feliz. e vc já devia ter se acostumado a isso.
eu te amo!

Carol... disse...

Bota o dedo aqui quem perde a inspiração quando tpa feliz!
haha

beijos

Dica disse...

Deixe de viadagem, mulambento.

Deka disse...

Engraçado, aconteceu isso com meu namorado também. Ele chegou a conclusâo que felicidade não inspira. È transpiração mesmo.
Abraço