20 abril 2008

Raiou

 

Lá fora o mundo gira e aqui tudo igual

os papéis largados na cama, as fotos no mural.

A noite já se vai, caí o véu sombrio

levado pela aurora e seu vento frio.

 

E já se ouve os cantos daqueles que voam

com seus sons, suas melodias entoadas.

Entre os finos galhos da árvores orvalhadas

esperam o momento da nascente revoada.

 

Quando os primeiros raios cruzam o infinito horizonte

a vida se transforma: em luz, em brilho, em cor.

E na aurora imaculada que se espalha sobre o monte

o sol anuncia que já raiou.

Um comentário:

* мiмiℓα * disse...

Opa o/

aceito o desafio...

http://linhasinsanas.blogspot.com/

=***