13 junho 2008

O antes, o agora, o depois

O antes é um quadro belo,
pintado a lembranças e histórias
moldurado pelo tempo
retocado pelo passar das horas
com aquilo que não tem mais volta.

O agora é efêmero, dura um átimo
Um lapso entre o que vem e o que já foi
Não é o antes, nem também o depois
Surge. E logo se esvai...
É algo que não se mede, só se sente.


O futuro se faz de espelho
refletindo nossos desejos mais profundos
na esperança de ser o agora.
Sonhos que inundam nosso próprio mundo
Esperando chegar a sua hora.

6 comentários:

Tâmara disse...

È meu amigo...agente tem mesmo que ver o futuro se refletir de alguma forma...

Beijos!

Grazielle disse...

Nêgo... Poema campeão dos campeões... Simplesmente magnífico!

Eu preciso aprender a entender o tempo assim!

Anônimo disse...

Gostei do blog...
tá mais chocante, mas uma mudança é sempre bem vinda!
xero, Carol

Diana C.M disse...

Meu antes não é tão belo quanto o seu....talvez o presente seja ef~emero a todos e o futuro é sempre a espera, os desejos, os sonhos....

Rogério disse...

Antes, agora, depois (o futuro)... Um absurdo inconveniente de "coisificação"... Tempo, espaço, horas, dias, claro, escuro, vazio, cheio, o meio ou qualquer coisa. Representações de agora, amanhã, qualquer dia, nunca mais... Como eu poderia representar nada? O que é tudo? Sonhos, sonhos, sonhos... Um simples olhar fotografado por rugas, olheiras e um belo sorriso...

Abraço.

Renata disse...

Puxa, vim aqui crente que ía ver as folhinhas verdes... dei de cara com um cenário à lá Rei Leão. hahah... gostei, ficou bom.
Beijo.