04 outubro 2008

Da vida nunca vou me arrepender...

      Esses dias dei uma parada com as músicas novas que andei escutando e resolvi escutar coisas que me marcaram. Já ouviram falar de um tal de Vinícius de Moraes? Então, o carao foi diplomata, escritor, compositor, boêmio, descobridor de grandes artistas da música brasileira e ainda teve tempo de casar 9 vezes. É por essas e outras que ele é meu ídolo.

      Escutando as músicas dele fico me perguntando como alguém consegue pensar em coisas tão lindas e simples quanto ele. Não espere muito rebuscamento nas frases, isso não era com ele. Simplesmente ele amava uma mulher, escrevia sobre isso e transfomava em uma linda canção. Pérolas musicais como Pela luz dos olhos teus, Eu sei que vou te amar, Samba de Orly, Para viver um grande amor, Tarde em Itapoã e, pra mim a melhor, Minha namorada. Ele não escondia que o amor tem fim, que a pessoa ia sofrer. E ainda assim mostrava todo amor que ela sentia pela musa. Sabe aquela coisa de "que seja infinito enquanto dure"? Resume tudo.

      Também resgatei aqui Eu preciso dizer que te amo, com Cazuza e Bebel Gilberto. Parece coisa de amor adolescente, inocente. Aquilo que as pessoas chamam de química é o que se passa na música. Quando a pessoa se dá conta já está entregue.

      E eu estou feliz porque ganhei um coração!!! E isso fez o meu se alegrar e sorrir. =D

      Concordo com o Claudio Nucci, que falou na sua música Toada: da vida nunca vou me arrepender.

2 comentários:

Vanessa disse...

Huuum, então tá explicado tanto suspiros e empolgação pelas músicas...
=)

É bom amar e ser amado!

Beijos e Boa Semana!

Estória Estranha disse...

(L)